Reflexão da Semana: Por maior que seja a dificuldade pela qual esteja passando, não desanime. Confie, mantendo a fé e a esperança

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Major Sales: Em entrevista, Dedezinho fala com otimismo sobre disputa eleitoral e diz que está preparado para retomar o comando do Município

Na manhã deste domingo (05), conversei com o pré-candidato a prefeito de Major Sales pelo grupo oposicionista, Carlos José Fernandes (PSD), durante um encontro casual no Rota Café, em Pau dos Ferros.

Dedezinho, como é mais conhecido o ex-prefeito, administrou Major Sales por dois mandatos consecutivos (período 1997-2004), tendo sido o primeiro prefeito constitucional do município. Salientamos que foi durante sua gestão que a cidade alcançou o protagonismo no cenário regional, desbancando inclusive vários municípios importantes da região. Agora, Carlos José Fernandes está de volta à cena política como pré-candidato e, segundo ele, pronto para retomar o comando do Poder Executivo major-salense.

Vale relembrar que, antes de retornar ao cenário político de Major Sales, Dedezinho esteve no comando da prefeitura de Luís Gomes, mas, no ano de 2011, após um desentendimento com o médico Pio X Fernandes, renunciou ao cargo alegando a existência de uma série de dificuldades, sobretudo no seio familiar, que o impediam de ficar à frente da prefeitura, "passando o bastão" para o então vice-prefeito, médico Tadeu Nunes, filho da terra.

Mais experiente e aparentando bastante entusiasmo quanto às eleições de outubro, Carlos José Fernandes se mostra otimista para a batalha eleitoral que se avizinha, quando enfrentará o atual prefeito Thales Fernandes (PMDB), candidato à reeleição.

Confira abaixo, os principais trechos de nossa conversa: 
PF - Porque você decidiu retornar à cena política de Major Sales como pré-candidato a prefeito especificamente agora em 2016, sendo que este retorno poderia ter ocorrido ainda no ano de 2012, logo após ter renunciado ao comando da Prefeitura de Luís Gomes?
 
DEDEZINHO: Veja bem, quando eu renunciei ao comando da Prefeitura de Luís Gomes eu divulguei uma carta deixando clara a minha decisão em virtude de problemas familiares, fruto de incompatibilidades geradas por quebras de acordos anteriormente firmados em nosso grupo político, porém, este assunto está superado e hoje eu vivo outra realidade. Mas, naquele instante eu entendia que precisa evitar conflitos maiores. Então, eu renunciei e entreguei a Prefeitura ao meu vice, que inclusive é filho da terra. Quanto a não ter entrado no embate eleitoral de 2012 lhe digo que, apesar de existir um clamor em torno do nosso nome desde aquela época, resolvi atender a um pedido de minha mãe que estava bastante preocupada com tudo o que estava acontecendo no seio familiar. Entretanto, nunca me ausentei de Major Sales, continuei visitando os amigos e tomando conhecimento dos problemas da cidade e foi justamente isso que me fez voltar. Mesmo estando na cidade comecei a ouvir das pessoas: você precisa voltar! Você tem que Voltar! Você merece voltar! Então, incentivado pelo povo eu decidi que é a hora de voltar.

PF - Recentemente a sua pré-candidatura recebeu apoios importantíssimos. Foram dois vereadores do PMDB e, também, destacando em especial, as adesões dos ex-vice-prefeitos Biri e Damiana. Qual a importância da chegada desses novos aliados neste momento de construção de um projeto político?
 
DEDEZINHO - A primeira parceria política importante que fizemos foi com o jovem médico Alan Fernandes, nosso pré-candidato a vice-prefeito. Se trata de um rapaz aguerrido, excelente profissional da medicina em ascensão, grande figura humana, é filho da terra e, portanto, tem um futuro promissor pela frente. Já Biri foi prefeito de Luís Gomes, vereador por três mandatos, vice-prefeito de Major Sales por dois mandatos durante nossa gestão, assim como a senhora Damiana também foi vice-prefeita do município por dois mandatos, chegando a assumir a prefeitura interinamente. Então, acredito que os apoios de Biri e de Damiana foram bastante significativos, assim como, também, dos vereadores Pedoca e Netinho do PMDB que abraçaram a nossa causa e vieram se juntar ao vereador Romário de Lima (PSD).

PF - Ainda dentro deste mesmo tema, pergunto: podem vir novas adesões por aí?

DEDEZINHO
- Não podemos fazer mais revelações agora. A única coisa que posso dizer é que o nosso grupo já está trabalhando para a chegada de dois novos apoios de peso e que, sem dúvidas, vai dar muito o que falar na cidade.

PF - Logo após o anúncio de sua pré-candidatura, tomamos conhecimento que seus adversários começaram a persegui-lo e a fazer chacota nas redes sociais. Inclusive, o prefeito Thales teria menosprezado a força de seu nome numa emissora de rádio local, apesar de ter administrado Major Sales por dois mandatos. O que você tem a dizer sobre isso?

DEDEZINHO - Esse é o retrato de quem menospreza o cidadão, pois, sou major-salense e ele deveria me respeitar até pelo fato deu ter sido o primeiro prefeito constitucional do município. Acho que por mais que o atual gestor tenha divergências comigo ou medo, talvez ele tenha medo de mim, deveria pelo menos respeitar a história da cidade já que não consegue me respeitar. Ele faz parte de uma gama de pessoas que num passado não muito distante me comparava a Juscelino Kubitschek, mas depois que virou meu adversário mudou da água para o vinho. Eu respeito a figura dele como prefeito, é uma autoridade por enquanto. Apesar de saber que ele será por pouco tempo, mas eu respeito, ele ainda é o prefeito da cidade. Mas isso faz parte do histórico de perseguição deles, estou acostumado.


PF - Como você avalia a gestão do prefeito Thales Fernandes?


DEDEZINHO - Acho que uma administração requer muitos requisitos, não se limita somente a construir obras, porque se assim fosse a nota que eu daria para ele seria zero, já que ele não construiu nada sempre apresentando a crise que assola o país como justificativa. Gestão também não é só pagar o funcionalismo em dia porque isso é obrigação. Eu acho que em cidades do interior, cidades pequenas como Major Sales, o que vale é a proximidade com o povo, o contato direto com o cidadão, coisa que o prefeito atual não faz, pelo contrário, vive encastelado, não se senta numa mesa de bar porque acha que lá só tem bêbado, não enxerga o dono do estabelecimento como um pai de família, não vai numa praça com receio de alguém pedir alguma coisa e não anda na periferia. Ele é bem diferente de mim porque eu ando na periferia, nos bares, nas praças, jogo futebol com a turma e meu estilo sempre foi esse. Por isso ele está sentindo toda essa pressão agora porque o povo me conhece e tem livre acesso a mim.

PF - Você já tem um projeto administrativo pronto para Major Sales, a partir de janeiro de 2017, caso ganhe a eleição?

DEDEZINHO - Nós temos um grupo de amigos bastante capacitados discutindo os problemas da cidade e, ao mesmo tempo, procurando elaborar propostas viáveis e factíveis para inserir em nosso programa de governo nas mais diversas áreas. Até o final de junho estaremos com o nosso plano de governo em mãos e, depois da convenção, eu e Dr. Alan iremos registrá-lo em cartório. Levaremos esse documento com todas as nossas propostas nas visitas domiciliares para apresentá-las ao cidadão. Por exemplo, é inadmissível que uma cidade como Major Sales esteja com a prefeitura abarrotada com funcionários comissionados e contratados sem o gestor atentar para a necessidade da realização de concurso público. Um assunto como esse merece ser discutido com a população. Assim como também a realização de promessas sem cabimento como a que foi feita no pleito passado de que se construiria uma piscina olímpica no município é um tremendo absurdo, e devemos esclarecer isso ao povo.

PF - Para finalizar, você filiou-se ao PSD, mesmo partido do governador Robinson Faria. O governo do Estado será parceiro de sua gestão?


DEDEZINHO - Teremos sim a parceria do Governo do Estado, inclusive o governador Robinson Faria fez questão que o diretório municipal do PSD ficasse sob o controle do nosso grupo político, na pessoa do Dr. Júnior Fernandes. O governador se comprometeu com parcerias futuras para o nosso município e disse que virá a Major Sales pedir o voto da população para o nosso projeto político.

PF - Uma última pergunta: Dedezinho já está em Major Sales em caráter definitivo? Está pronto para a batalha eleitoral?


DEDEZINHO - Sim, estou pronto, decidido, preparado, é um sonho meu e tudo isso se deve ao chamamento das vozes que vem das ruas. A voz do povo é a voz de Deus.

Fonte: Politica Pauferrense - A Notícia Passado a Limpo

1 comentários:

Diego Erico disse...

Agora tenho fé qui o povo de major sales terá uma boa administração. Dede e o melhor pra major Sales

Postar um comentário

Sua opinião é importante! Este espaço tem como objetivo dar a você leitor, oportunidade para que você possa expressar sua opiniões de forma correta e clara sobre o fato abordado nesta página.

Salientamos, que as opiniões expostas neste espaço, não necessariamente condizem com a opinião do Blog do Sargento Andrade.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More